5 coisas para pensar antes do “Eu aceito”

5 coisas para pensar antes do “Eu aceito”

O que é preciso saber antes de casar?

O casamento é a representação do elo, da união, do encontro físico e espiritual entre duas pessoas.

No entanto, a cada três casais que oficializaram o casamento no Brasil em 2018, um casal se divorciou, segundo dados do IBGE.

Sobre o que esses casais não pensaram antes de casar, que resultou no divórcio? O casamento é um símbolo romântico de vivência a dois, porém, se trata de duas pessoas únicas e distintas.

Para evitar fazer parte dessa estatística como o casal divorciado, acompanhe os 5 temas que você deve saber antes de casar.

 

5 coisas para considerar antes de casar

 

1 – Seu cônjuge não vai te completar

A ideia de que “casados somos um”, permanece com muita intensidade na imaginação de muitas pessoas.

E esse pensamento antes de casar, pode prejudicar a relação futuramente. De fato, as relações se estreitam em um casamento, afinal a convivência fica mais intensa. No entanto, continuam sendo duas pessoas.

Duas pessoas diferentes que precisam se sentir inteiras. O casamento não é para completar, e sim para compartilhar. Compartilhar a rotina, a novidade, projetos, sonhos e realizações.

E só há possibilidade de compartilhar, se houver espaço para vivenciar o novo. Por isso, além de se sentir completo é fundamental investir tempo em si próprio.

Concentre em você. Não de maneira egoísta, mas de modo que esteja claro que cuidar de si, vai contribuir para um relacionamento harmônico.

 

2 – Como vocês lidam com conflitos?

É natural ter expectativas sobre o outro e como será a vida pós casamento. No entanto, depois do casamento vocês continuarão sendo indivíduos com experiências diferentes e que precisarão entrar em um consenso para decidirem o que é melhor para o casal.

A maneira como o casal enfrenta um conflito antes de casar, por exemplo, já é uma demonstração óbvia de como será no casamento.  

Identificar como você age diante um problema, e compreender as atitudes do seu parceiro é fundamental para descobrir como os conflitos serão superados.

Afinal, em qualquer discussão uma das partes tende a pedir desculpa com mais facilidade. Enquanto a outra precisa de um tempo maior para entender o que houve, e como pode ser solucionado.

Antes de dizer sim, é preciso saber se o casal tem potencial para lidar com os conflitos. E mais importante, como vão resolver questões em equilíbrio sem comprometer as ideias do outro.  

A estabilidade é uma característica de casamentos mais saudáveis. Onde há comunicação respeitosa e honesta. Sem agressividade passiva, ataques pessoais ou demonstração de superioridade.

Examine seus estilos de lidar com conflitos e veja se há espaço para melhorias.

 

3 – Existe algo que estou esperando mudar?

“Eu aceito”, não é uma frase mágica com potencial para mudar o outro. Muitos casamentos fracassam pela esperança da mudança.

O namoro, o noivado são etapas para conhecer a pessoa com que você conviver os próximos anos. Por isso que, antes de casar, é preciso estar presente conscientemente na fase em vivenciada.

A ansiedade dos indivíduos, porém, faz do namoro uma fase de idealização do casamento.

Ao invés de ser um período de conhecimento do parceiro.

No namoro se faz vista grossa sobre a irresponsabilidade com a bebida, e em relação ao descontrole do dinheiro.

Da mesma maneira em que, acredita que o egoísmo, a insensibilidade, a imprudência e tantas outras características serão alteradas depois do casamento. Afinal, serão uma família.

Fato é que, as pessoas evoluem. Assim como, a convivência com o novo promovem transformações. No entanto, não case esperando a mudança.

Além disso, não force seu parceiro a mudar. Se ele achar que precisa melhorar em algum sentido, essa decisão tem que partir dele.

Se antes de casar, seu parceiro não apresenta indícios de que quer ser uma pessoa melhor, dificilmente ele vai mudar depois do casamento.

 

4 – Quais são as expectativas sobre o casamento

Não me refiro à cerimônia ou a festa, mas a vida conjugal, de fato. O que você espera do seu cônjuge? Ele atende suas expectativas ou você pretende que mude após o casamento?

Se sua esperança era a mudança, espero que esteja convicto de que dificilmente acontecerá.

Por isso, antes de casar é preciso pensar sobre o que se espera no dia a dia, na rotina da casa. Sobre os períodos de trabalho, quanto aos programas do final de semana. A divisão do serviço doméstico.

Além do mais, é preciso reconhecer o espaço do outro. Quando será o período de cada um só, com os amigos ou família.

Como é a demonstração de afeto um pelo o outro? É exatamente assim que será depois do casamento. É isso que você espera?

Dinheiro é o segundo motivo causador de divórcios. Há compatibilidade na maneira como vocês lidam com o dinheiro. Como será depois do casamento? Já há certeza sobre a divisão das contas?

O dinheiro está frequentemente ligado a todos os tipos de importância emocional, e pode carregar o peso de sua associação com tudo. Desde liberdade, segurança, autonomia, até ao poder e ao status.

Quanto mais se fala sobre isso, e quanto maior a honestidade entre o casal sobre o dinheiro menores serão os conflitos financeiros.

Além de dinheiro, outro assunto que deve estar claro antes de casar é maternidade e paternidade. Muitas pessoas associam casamento à filhos, outras porém, querem casar mas não querem ter filhos.

E quando há divergências sobre esse assunto? Vai casar esperando que o outro mude, ou vai mudar sua opinião sobre o assunto.

 

5 – É preciso ceder!

O casamento é uma parceria de valor. Por isso, antes de dizer sim, é preciso saber se este “valor” é o mesmo para os dois.

Quanto vocês estão dispostos a se dedicarem para viver juntos e em harmonia?

Será necessário abdicar de algo para ter um relacionamento saudável. Você está disposto a abrir mão?

É até redundante, mas antes de casar é preciso conhecer o parceiro. Ou seja, analisar se você é capaz de conviver com os defeitos do outro, sem que isso interfira na relação.

É inteligente que, antes de casar haja conversa, comprometimento e esclarecimento sobre tudo que, possa vir a ser, um conflito na vida conjugal.

Você também pode gostar

Deixe um Comentário

Devido ao grande número de comentários recebidos nas postagens, criei o SOS RELACIONAMENTOS para poder lhe ajudar da melhor forma, saiba mais e tenha sua dúvida respondida clicando aqui.