A Origem de Nossas Frustrações que atrapalham nossos Relacionamentos

A Origem de Nossas Frustrações que atrapalham nossos Relacionamentos

Segundo Harville Hendrix, terapeuta de casais Ph.D  em relacionamento, 90% de nossas frustrações originam-se em experiências  do nosso passado. A maioria delas continua se repetindo com o passar dos anos, causando conflito entre o casal por características difíceis de serem mudadas.

Algumas delas “Você não me olha nos olhos quando falo com você”, “Você demora a responder quando te chamo” ou “Você está sempre atrasada, me deixando esperar”. Estas frustrações têm sempre emoções ligadas a elas como frustração, irritação, rejeição e outras. Trazem atritos que muitas vezes são desproporcionais ao fato, por não ter consciência da origem deste estresse, dificultando sua compreensão.

Pelo fato de muitas destas frustrações estarem ancoradas em nossa infância, sugiro o exercício abaixo. A compreensão pode auxiliar o casal a diminuir os conflitos ou mesmo elimina-los

1) Faça uma lista das frustrações vindas dos seus pais ou cuidadores. Seus estresses de experiências vividas na infância.

– Necessidade de ser ouvido
– Necessidade de atenção
– Rejeição.

2) Agora reveja as similaridades das características do seu companheiro (a), se são as mesmas que lhe incomodavam ou que faltaram quando você era criança.

Compreender a origem das mesmas o fará rever as razões dos seus sentimentos e enxerga-los com maior clareza. Uma vez que saiam do subconsciente e venham à tona, muito da energia dispendida anteriormente se dissipará.

3) Conversar sobre o assunto também auxilia, pois poderá mostrar os porquês de suas reações em certos episódios, que não condiziam com a magnitude do problema. Dizer “Por favor, entenda que quando você não olha pra mim enquanto falo, recordo que meu pai me ignorava quando tentava me comunicar com ele”, “Quando você diz: “Temos que conversar agora” me vem a lembrança de minha mãe querendo falar algo errado que eu tinha feito e me castigar por isto”.

4) Negociar pequenas mudanças ajudará a afastar as memorias indesejáveis. Diga claramente “Por favor, olhe para mim quando conversamos, eu sinto que você se interessa pelo que eu estou falando” ou  “Queria falar algumas coisas com você, qual seria a melhor hora?”.

Dividir suas frustrações do passado com a pessoa amada não lhe desvalorizará, ajudará seu parceiro (a) a lhe entender melhor e provavelmente questionar suas próprias insatisfações, trazendo assim um melhor relacionamento para ambos.

Tenha uma ótima semana!

Você também pode gostar

Deixe um Comentário

Devido ao grande número de comentários recebidos nas postagens, criei o SOS RELACIONAMENTOS para poder lhe ajudar da melhor forma, saiba mais e tenha sua dúvida respondida clicando aqui.