A visão masculina de uma mulher atraente

Nós mulheres temos uma visão na maioria das vezes bem diferente da dos homens do que seja uma mulher atraente. Faça um teste mostrando para algum homem o que você considera uma mulher atraente e veja que provavelmente sob o ponto de vista masculino muitas vezes ela passaria despercebida.

Foram realizadas diversas pesquisas para saber a visão deles, do que torna uma mulher atraente, mas antes de se saber a resposta, foi perguntado o que fazia uma mulher não ser atraente e estas foram algumas colocações:

Insegurança – Uma mulher pode mostrar sua insegurança de vários modos, mas um dos que realmente quebram qualquer atrativo é quando ela, ao invés de ser empática com alguma colocação do homem, tenta ser defensiva. A pessoa quando se torna defensiva demostra sua insegurança. Por exemplo, ele diz que está cansado do trabalho e que tudo está muito difícil, ao invés de ser empática ela diz que o trabalho dele não é estressante e que o dela é que é. Querer impor seu valor, acaba se diminuindo. Afinal, não era uma competição, somente uma observação.

Outra forma de mostrar insegurança é não se sentir bem com a sua aparência e não fazer nada para mudar. A mulher pode estar até com quilos a mais e isso não importa, o que importa é ela estar segura da sua aparência. Segundo os homens, não existe nada mais sexy do que uma mulher segura do seu corpo.

A mulher crítica – A mulher que fica julgando cada pessoa que passa. Segundo eles, a primeira coisa que passa em suas cabeças é “O que ela vai falar de mim logo após nosso encontro?”.

A mulher desconfiada e ciumenta, sem motivos – Para eles é demonstração não só de insegurança como de fraqueza.

 

Agora, para esses homens, a Mulher Atraente é:

A mulher que sabe o que quer – Ela sabe com que tipo de homem quer sair, sabe escolher. Eles sentem que ela tem consciência do que quer e do que espera de um homem.

A mulher que tem seus próprios projetos – Ela tem seus próprios planos, amor pelo que faz e não pretende ser uma continuidade do seu parceiro. É segura de si e aceita a figura masculina em sua vida, não como um salvador, mas como um companheiro para somar.

A mulher espontânea – Feliz por ser quem ela é. Já é feliz e não precisa que alguém a faça feliz. Ela precisa ser diferente do padrão Disney, que mostra a mulher sendo triste e que precisa ser resgatada pelo seu príncipe para começar a ser e viver feliz para sempre. Aqui eles deixam bem claro que nenhum homem quer ser o motivo da sua felicidade, mas sim compartilhar a felicidade que ela já tem.

A mulher que acredita no seu homem – Para eles demonstra que ela é segura dela mesma. Acredita em si própria e tem olhos para apreciar e acreditar no outro.

Com esta pesquisa o que conseguimos constatar é que as características que imaginávamos serem as mais óbvias na visão dos homens como as físicas, o modo de andar, o tom de voz, etc., não são prioridades para eles, na verdade, estão longe de ser, pois eles nem as mencionaram.

O que para eles faz uma mulher ser atraente, em primeiro lugar, é a mulher segura, que se conhece, que sabe o que quer de um homem e não o tem como a solução dos seus problemas e nem como o motivo da sua felicidade.

É aquela que tem planos próprios e que sua vida tem sentido pelo sentido que ela própria dá. Ela não espera a chegada de alguém para que isto aconteça. É aquela que aceita seu próprio corpo e se quiser melhorar, toma atitudes para isso e não fica se lamentando pelo modo que gostaria que ele fosse. Acima de tudo, é a mulher plena, por estar viva e por fazer a diferença no mundo em que habita.

Procure trabalhar suas inseguranças e cultive seus pontos positivos para ser completa para você mesma e não esperar que ninguém o faça em seu lugar. Seja o que há de mais sexy e atraente, e principalmente, seja feliz.

Tenha uma ótima semana!

Você também pode gostar

Deixe um Comentário

Devido ao grande número de comentários recebidos nas postagens, criei o SOS RELACIONAMENTOS para poder lhe ajudar da melhor forma, saiba mais e tenha sua dúvida respondida clicando aqui.