O QUE É SER “BOM DE CAMA” + EFT

O QUE É SER “BOM DE CAMA” + EFT

O termo chega ser clichê, mas ao mesmo tempo desperta muita curiosidade, pois quem não quer ser?

Aqui coloco os maiores questionamentos sobre o assunto para conseguir responder, e talvez direcionar melhor, quem se preocupa com esta área. Mas antes de começar digo que quem não se preocupa deveria se preocupar, pois a área da sexualidade é extremamente importante no ser humano por ser parte dele. Não importa se você tem um parceiro/a ou não, mas negar está parte na sua vida é negar parte de você.

Mas, vamos às perguntas mais frequentes:

1) Mas como classificar alguém como bom ou ruim de cama?

2) É possível não ser e se tornar “bom de cama”?

3) E onde EFT entra neste contexto?

Como classificar alguém como bom ou ruim de cama?

Aqui surge um julgamento que pode ter sido feito por performance, o que em minha opinião, não valida ou sede o mérito a ninguém. Em primeiro lugar vou imaginar que sejam 2 seres humanos independente de seus gêneros. Duas pessoas quando resolvem se relacionar sexualmente tem que existir um ingrediente indispensável – A química.

Se não existe atração, qualquer que seja a performance de um ou de ouro será insuficiente muitas vezes frustrante. Quando encontramos alguém e existe a química, aí é só dar margem ao conhecimento mútuo e deixar que seus 5 sentidos sejam explorados por ambos. Neste vídeo convido uma grande amiga Renata Mota para falar sobre o assunto.

É possível não ser e se tornar “bom de cama”?

Como disse anteriormente, alguém pode ser julgado por algo que não é por não ter tido o desempenho que a outra parte gostaria, sem ter tido a chance de existir uma construção do conhecimento mútuo. Em outras palavras, a tal frase “A primeira vez é sempre a melhor” eu discordo totalmente e explico: Se sexualidade é em primeiro lugar autoconhecimento e depois conhecimento do outro, como conhecer alguém profundamente em um só contato sexual? Impossível!

Se existe a química, é função dos dois ir ensinando para o outro o que gosta permitindo explorar seus corpos e, mais uma vez insisto, seus 5 sentidos para cada vez mais se aprofundar e conhecer um ao outro. Aí alguém que pode ter sido julgado de não ser bom de cama pode virar o jogo. Neste vídeo falo mais detalhadamente de como alguém pode se tornar “Bom de cama”.

E onde EFT entra neste contexto?

Nossa! Mas onde a técnica de acupuntura sem agulhas pode ajudar alguém na vida sexual? Pois bem, pode ajudar e muito. Nesta mais de uma década trabalhando com EFT percebi que muitas pessoas não têm uma vida sexual ativa e saudável ou mesmo não conseguem se interessar pela mesma por causa de suas crenças, pensamentos negativos e traumas relacionados à área e EFT é extremamente efetivo para ajudá-las neste sentido.

Com todo este conhecimento podemos dizer que a frase clichê pode ser alcançada por todos. Eis a receita:

Química presente.

Autoconhecimento

Se dispor a conhecer o outro e

Libertar-se de seus Bloqueios

Aí sim não existem mais limites e você pode dizer com muita honra

Sou muito bom de cama!

 

Para saber mais sobre sexualidade e Prazer veja meu curso EXTASE TOTAL

 

Grande abraço,
Margareth Signorelli
Gold Standard e Óptimal EFT Terapeuta

Você também pode gostar

Deixe um Comentário

Devido ao grande número de comentários recebidos nas postagens, criei o SOS RELACIONAMENTOS para poder lhe ajudar da melhor forma, saiba mais e tenha sua dúvida respondida clicando aqui.