Existe uma FORMA CORRETA para SEPARAR/TERMINAR um relacionamento? Qual?

Existe uma FORMA CORRETA para SEPARAR/TERMINAR um relacionamento? Qual?

Hoje não vou falar ou mesmo dar sugestões de como manter ou salvar o seu namoro, casamento ou qualquer que seja o seu relacionamento, mesmo porque os pesos são diferentes, principalmente se existem frutos provenientes desta união.

Hoje vou falar sobre como terminar

Vou falar de quando a separação é inevitável. Tudo já foi pensado, repensado e, mesmo assim, é a melhor conduta a ser tomada. Passamos por vários momentos na vida e faz parte dela termos que quebrar algumas relações. Quando isso acontece é muito difícil passar por cima das mágoas, ressentimentos e conseguir olhar quem a pessoa foi na sua vida e não quem ela se tornou.

O que valeu a pena? Onde você cresceu? O que você aprendeu?

O amor nem sempre precisa de grandes motivos para acabar, ele pode desaparecer como poeira que se assopra e some no ar. Mas, o que é certo?

O certo numa situação como essa é se esforçar e ver que não é hora de olhar para frente, mas sim para trás e tomar as atitudes baseadas nos seus sentimentos por aquela pessoa que você conheceu, se apaixonou e não pelo que sobrou dela.

O que essa pessoa representou para você? Foi um grande amor? Deu-lhe filhos? Um dia foi seu melhor amigo?

Parece difícil tomar decisões importantes como terminar se pensarmos nos bons momentos. Você pode tomar a decisão de se separar do mesmo modo, mas com base na generosidade, respeito, gratidão e justiça. É importante fazer isso deixando seu coração falar alto e claro o que se passa dentro dele. Poder dizer sua verdade sendo generoso, imaginando o que o outro possa estar pensando e respeitando seus sentimentos. Até a raiva, se usada com sabedoria, lhe guiará para a justiça e não para a maléfica vingança.

Não importa quantos relacionamentos você tenha ou quantas pessoas cruzarem seu caminho, se tiver que interromper uma relação, faça com a outra pessoa o que você gostaria que ela fizesse com você. Assim, no futuro, não se arrependerá de ter agido sob a influência de sentimentos que poderiam ter afastado e magoado profundamente alguém que um dia amou.

Agindo dessa forma, você pode seguir seu caminho sentindo no peito a serenidade e a paz de ter feito o que pode parecer impossível para a maioria das pessoas que se separam. Você conseguiu fazer algo incomum que, com certeza, trará menos danos para vocês dois e todos os envolvidos.

Acerte suas contas, faça suas malas, se despeça com um forte abraço e saia pela porta da frente. A mesma que um dia você entrou para fazer parte da vida desta pessoa e deixar que ela fizesse parte da sua também.

Faça a coisa certa!

Margareth Signorelli
Especialista em Relacionamentos
Pós Graduada em Sexualidade pela FMUSP
Gold Stardard e Optimal  EFT Terapeuta

Você também pode gostar

Deixe um Comentário

Devido ao grande número de comentários recebidos nas postagens, criei o SOS RELACIONAMENTOS para poder lhe ajudar da melhor forma, saiba mais e tenha sua dúvida respondida clicando aqui.