Toque

Toque

Hoje gostaria de falar da importância do toque no relacionamento. Pesquisas, por todo mundo, mostram que o quesito mais importante para que vida de um casal seja saudável e perdure é a comunicação, mas falar e não tocar pode mudar muito esta observação.

Nossa pele, órgão que corresponde a 16% do nosso peso corporal, possui milhões de minúsculos terminais nervosos que atuam como transmissores de sensações. É pelo sentido do tato que nossa pele recebe impressões sensoriais e reage a qualquer contato, sendo uma das maiores necessidades do ser humano.

Com a convivência muitos casais deixam de se tocar e acabam se afastando, alguns pensam que o toque na hora do sexo já é o bastante. Engam-se. Casais que se tocam constantemente durante o dia em situações diversas tem uma melhor qualidade de relacionamento e de vida sexual.

O contato físico pode ser terapêutico, afetuoso, confortador e nos trazer muitos outros benefícios.

Faça um exercício com seu parceiro(a) e entenderá a importância de ser tocada e de tocar  a pessoa amada.

Sente-se de frente para a pessoa bem próxima para poder tocá-la. O objetivo é tocá-la 4 vezes estando com sentimentos diversos, como raiva, desejo sexual, ternura e neutralidade.

Para começar a pessoa que irá receber o contato deve fechar os olhos e esperar o outro se preparar, mentalizando o tipo de contato que ira aplicar. Antes de aplicar cada contato veja a sugestão de como deve fazê-lo.

Raiva: Imagine uma situação que tenha vivenciado em que ficou com muita raiva, enfurecido mesmo. O contato deve ser rápido e um pouco brusco.

Neutralidade: Mentalize uma conta de somar ou diminuir com 3 dígitos, em que tenha que se concentrar na mesma, se alienando de qualquer sentimento mais especifico. Toque levemente a pessoa enquanto faz a conta.

Ternura: Imagine-se tocando uma criança, um animal que você goste ou alguém que sinta afeição. Toque a pessoa suavemente.

Sexualidade: Pense em alguma fantasia sexual e quando sentir aquela energia eletrizante brotar, toque a pessoa deslizando as pontas dos dedos, e por um período um pouco maior.

Depois peça para que a pessoa identifique qual foi a sequência que você usou. Possivelmente ela ira identificar pelo menos as mais intensas, como sexual e raiva.

Algumas pessoas precisam ser ensinadas a aceitar o toque pelo fato de  terem tido uma história de vida em que o mesmo não existia, muito provavelmente na infância.

O contato físico gentil, terno e afetuoso é um fundamento para a intimidade e a confiança entre o casal e para que tenham um relacionamento satisfatório e feliz.

Abrace, beije, se encoste, faça disto uma das prioridades no convívio com as pessoas que ama, fazendo com que o amor irradie espalhando a prazerosa e essencial sensação de tocar e ser tocado.

Tenha uma ótima semana!

Você também pode gostar

Deixe um Comentário

Devido ao grande número de comentários recebidos nas postagens, criei o SOS RELACIONAMENTOS para poder lhe ajudar da melhor forma, saiba mais e tenha sua dúvida respondida clicando aqui.